Valorizando vidas, preservando o planeta

Representantes do Piauí conhecem o Programa Tesouro Verde

Escrito em 25/07/2017
Equipe da Secretaria da Fazenda do Piauí se reune no BMV
Equipe da Secretaria da Fazenda do Piauí se reune no BMV

Crédito: Adrianne Vitoreli


O superintendente da Receita da Secretaria da Fazenda do Governo do Piauí, Antônio Luiz Soares Santos e o gerente de Sistemas Corporativos Wagner Borges, estiveram hoje, 21/07, na sede da Brasil Mata Viva para conhecer a proposta do novo modelo para o desenvolvimento dos Estados, o Tesouro Verde. Participaram do encontro, Maria Tereza Umbelino, CEO da BMV e técnicos parceiros da empresa.

O Programa Tesouro Verde, criado pela Secretaria da Fazenda do Estado de Goiás, foi regulamentado com a Lei 19.763, publicada no Diário Oficial do Estado no dia 19 de julho. O Tesouro Verde estabelece instrumentos econômicos que monetizam os bens ambientais intangíveis e possibilita a comercialização, no mercado de capitais ativos, florestas nativas preservadas de natureza privada ou pública.

Durante a exposição do programa, Antônio Luiz disse que ficou impressionado com a grandeza do projeto, principalmente porque não necessita de investimentos públicos, apenas de políticas públicas para que ele funcione. “É um ciclo virtuoso. Quem preserva mata nativa é remunerado por isso. As empresas que têm a obrigação de preservar o meio ambiente vão contribuir com a compra dos Títulos Créditos Floresta e obter benefícios como agregação de valor aos produtos e celeridade em licenças ambientais. Parte dessa renda é destinada a associações que vão trabalhar para implantar projetos para o desenvolvimento econômico e social, gerando renda e emprego. Os governos e municípios ganham com todo crescimento econômico. É um programa onde todos ganham”, avaliou.

O Estado do Piauí foi o primeiro do país a aprovar um projeto de lei que institui um programa e registro de instrumentos representativos dos ativos de natureza intangível, originários da atividade de conservação e ampliação de florestas nativas, denominado de ‘Ativo Verde’. O projeto de lei foi aprovado no dia 25 de maio de 2017.

Mais informações: Brasil Mata Viva - 62- 3091-5663